Casal é preso por desviar R$ 3,5 milhões do fundo da previdência de Rio Claro, RJ


Valor deveria ser destinado ao pagamento de aposentadorias dos funcionários públicos do município. Casal é preso por desviar R$ 3,5 milhões do fundo da previdência de Rio Claro, RJ
Aproximadamente R$ 3,5 milhões foram desviados do fundo da previdência de Rio Claro, no Sul do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Civil, uma servidora municipal com a ajuda do marido dela, são acusados de desviar a grande quantidade de dinheiro do Fundo Previdenciário Municipal de 2013 a 2018. Eles foram presos na terça-feira (24) e vão responder por peculato (desvio de dinheiro público) e são investigados por associação criminosa, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.
A polícia teve acesso aos extratos bancários do fundo da previdência e identificaram mais de 200 transferências para a conta pessoal de Silvana Santos de Paiva nos últimos cinco anos. Foram mais de R$ 2,5 milhões enviados para conta dela e outros R$ 800 mil para a conta do marido dela, Nilson Lima Nascimento.
Em depoimento na delegacia, a servidora disse que agiu sozinha, mas os policiais não descartam a hipótese do envolvimento de outras pessoas no esquema.
As investigações começaram depois que denúncias apontaram que o patrimônio dos dois era incompatível com a renda deles. Logo os desvios foram constatados. As contas bancárias e todos os bens do casal foram bloqueados pela Justiça.
Os quase R$ 3,5 milhões desviados deveriam ser destinados ao pagamento de aposentadorias dos funcionários públicos de Rio Claro.
A polícia também pediu à Justiça a quebra do sigilo fiscal dos envolvidos. O caso é investigado pela 168ª Delegacia de Polícia (Rio Claro). O advogado de Silvana e Nilson vai tentar um habeas corpus.
Casal é preso por desviar R$ 3,5 milhões do fundo da previdência de Rio Claro
Reprodução/RJTV
Posted in G1