Contrato com novo laboratório de Nova Odessa é assinado e exames serão retomados em 13 de agosto


Contratação emergencial ocorreu após interdição do antigo prestador do serviço, o que causou suspensão de parte dos atendimentos na rede pública. A Prefeitura de Nova Odessa (SP) assinou nesta terça-feira (31) o contrato com a nova empresa que fará os exames da rede pública de saúde. A retomada dos procedimentos ocorrerá em 13 de agosto, segundo o Executivo. A cidade ficou sem um laboratório desde o fim de junho, quando o antigo foi interditado pela Vigilância Sanitária Estadual.
O contrato com a nova prestadora, chamada Indaiatuba J.A. Ltda, tem duração de 180 dias e pode ser encerrado antes. Segundo a prefeitura, a expectativa é que ele permaneça até a contratação em definitivo, por licitação, de uma instituição. O edital da concorrência está em fase de preparação e não há prazo para ser publicado.
Novo laboratório para atender rede pública de Nova Odessa fica em frente ao hospital municipal
Prefeitura de Nova Odessa
O valor do acordo emergencial é R$ 902,4 mil e o laboratório vai funcionar em um imóvel que fica em frente ao Hospital e Maternidade Doutor Acílio Carreon Garcia. Com isso, os exames serão todos feitos no novo local, já que, antes, parte deles eram feitos no hospital.
Em média, cerca de 5 mil exames são realizados no Hospital Municipal e 16 mil no laboratório externo todos os meses. O laboratório terá prazo de duas horas para entregar os laudos dos exames de urgência e emergência e de 10 dias para os exames laboratoriais.
Os laudos também poderão ser obtidos pela internet em até dois dias.
Retomada do serviço
O atendimento no laboratório será de segunda e sexta-feira, das 7h às 11h para coleta, e até às 16h para retirada de exames. Os pacientes que estão com as guias e não fizeram os exames por conta da interdição do antigo laboratório devem ir ao novo local a partir de 13 de agosto.
O laboratório fica na Rua Aristides Bassora, 302. O Executivo espera que a procura por atendimento nos primeiros dias de funcionamento seja grande por conta da demanda reprimida e afirma que os procedimentos “mais emergenciais” serão priorizados.
No período em que o antigo imóvel antigo ficou interditado, apenas os exames de urgência e emergência foram realizados. Um técnico de laboratório mantido no hospital municipal realizava as coletas e transportava para Americana (SP), onde o laudo era emitido.
A interdição
O laboratório Laborteck, que prestava o serviço ao município, foi interditado temporariamente no mês passado porque a Vigilância Sanitária Estadual identificou “incorreções técnicas de responsabilidade do contratado”.
Com a interdição, a prefeitura abriu um processo administrativo para apurar o que ocorreu em relação às obrigações contratuais da empresa. No dia 16 de julho, após nova vistoria da Vigilância Estadual, o laboratório foi interditado definitivamente.
Após a interdição definitiva, a prefeitura decidiu rescindir o contrato com o laboratório e iniciar a contratação de maneira emergencial.
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba
Posted in G1