Imóveis de até R$ 1,5 milhão poderão ser financiados via FGTS

O CMN (Conselho Monetário Nacional) ampliou para R$ 1,5 milhão o valor máximo dos imóveis que podem ser financiados com recursos do FGTS (Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço), por meio do SFH (Sistema Financeiro de Habitação), que oferecem as menores taxas do mercado imobiliário. A informação foi confirmada à agência Reuters por um fonte com conhecimento do assunto.

O valor antigo dos imóveis que poderiam contar com esses recursos era de R$ 950 mil. O anúncio deve ser feito oficialmente pelo CMN por volta das 18h. Se confirmado, será a terceira vez em menos de dois anos que o limite máximo do valor de imóvel financiado com FGTS é revisado para cima.

Em novembro de 2016, o CMN havia elevado esse teto de R$ 750 mil para R$ 950 mil em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, e de R$ 650 mil para R$ 800 mil nos demais Estados.

Depois, em fevereiro de 2017, o governo decidiu elevar o limite para R$ 1,5 milhão de reais temporariamente em todas as regiões até o fim de dezembro passado.