Ingressos para o XVII Festival de Ópera do Theatro da Paz começam a ser vendidos nesta quinta-feira, 2


O festival se inicia em agosto. Os ingressos são para toda a temporada. Duas óperas e um concerto de encerramento compõem a programação do tão esperado festival. Ensaio do coral lirico do Festival
Elza Lima
Os ingressos para o XVII Festival de Ópera do Theatro da Paz começam a ser vendidos nessa quinta-feira (2) na bilheteria do teatro, em Belém, e pelo site. O festival se inicia em agosto. Os ingressos são para toda a temporada. Duas óperas e um concerto de encerramento compõem a programação do tão esperado festival.
O evento abre com La vida breve, de Manuel De Falla, no dia 9 de agosto, com récitas nos dias 10 e 11, e segue com Un ballo in maschera, de Giuseppe Verdi, com estreia no dia 8 de setembro e récitas nos dias 10 e 12. O concerto de encerramento será no dia 15 de setembro, às 20h, no Theatro da Paz.
“Já apresentamos óperas em italiano, francês, russo, inglês, e agora, pela primeira vez, estamos colocando uma ópera em espanhol em nossa programação. La Vida Breve será visualmente muito bonita, trazendo, além da dança flamenca, a música tradicional espanhola”, explica Gilberto Chaves, da coordenação do Festival de Ópera do Theatro da Paz.
“Já Um ballo de maschera é uma das óperas mais festejadas de Verdi, depois de sua trilogia de grande sucesso, Il Rigolleto, Il Trovatore e La Traviata. É um sucesso desde que foi apresentada pela primeira vez”, diz.
Lanna Bastos (soprano), Antonio Wilson (tenor) e Caetano Vilela (diretor cênico) no ensaio La Vida Breve
Elza Lima
Ópera curta
La Vida Breve é uma ópera curta, tem dois atos e um pouco mais de uma hora de duração e será apresentada sem intervalo. Já a ópera de Verdi, Um ballo de maschera, é mais longa, tem duas horas e vinte minutos de duração e três atos, contando com dois intervalos.
Composta em 1905, La Vida Breve só estreou em 1913, em Nice, e pertence à primeira fase da obra de Manuel de Falla, considerado o maior compositor espanhol do sec. XX. Já Un ballo in maschera faz parte do segundo período Verdiano, estreando no Teatro Apollo, em Roma, em 17 de fevereiro de 1859. É uma das óperas mais conhecidas em todo o mundo e será encenada pela primeira vez na Amazônia.
Programação
Abertura da bilheteria – 02 de agosto – 14h
Na Bilheteria do Theatro e no site.
La vida breve – M. de Fala
9, 10, 11 de agosto – 20h
Duração: 1h10 – Dois atos – Sem intervalo
Classificação etária: 12 anos
Ingressos:
Plateia, Varanda, Frisa e Cam. 1ª: R$ 80
Camarote de 2ª: R$ 40
Galeria: R$ 20
Paraíso: R$ 10
Um ballo in maschera (Um Baile de Máscaras) – G. Verdi
8, 10 e 12 de setembro – 20h
Duração: 02h20 – Três atos – Dois intervalos (20 min.)
Classificação etária: 12 anos
Ingressos:
Plateia, Varanda, Frisa e Cam. 1ª: R$ 80
Camarote de 2ª: R$ 40
Galeria: R$ 20
Paraiso: R$ 10
Concerto de encerramento
15 de setembro – 20h
Preço único: R$ 5
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326
Posted in G1