Moradores de Águas da Prata protestam contra instalação de torre de celular


Vivo comunicou a prefeitura, nesta terça-feira (31), que cancelou o projeto. Moradores de Águas da Prata não concordam com local de instalação de torre de celular
Moradores do bairro Fonte Platina de Águas da Prata (SP) se mobilizaram para evitar a instalação de uma torre de celular no local. Eles procuraram a prefeitura e fizeram um abaixo-assinado para que a antena fosse colocada em uma área mais afastada.
“Fizemos o abaixo-assinado para esclarecer, para que não houvesse dúvidas que 100% do bairro quer a antenta, mas em local apropriado”, afirmou o analista de sistemas Michel Zimber.
Moradores de bairro de Águas da Prata se mobilizaram contra instalação de antena de celular
Rodrigo Sargaço/EPTV
A torre iria melhorar a telefonia na região, que não tem sinal de celular, mas mesmo sofrendo com a falta do serviço, os moradores não querem a antena no bairro por temerem pela segurança e pela saúde por conta da altura da estrutura e também da radiação que ela emite.
“É uma torre de 60 metros de altura, o que eu tenho medo, é um lugar que venta bastante, então eu vou acabar com o risco de ela não só desabar, mas atrair raios”, afirmou o agricultor Lúcio Donizeti Sassaran, que mora ao lado do terreno em que a antena seria instalada.
Antena de celular seria instalada em área urbana em Águas da Prata
Rodrigo Sargaço/EPTV
Segundo o aposentado Valter Grillo, uma lei do município foi alterada para que fosse possível a instalação da antena no bairro e há outros locais propícios para que ela seja colocada.
“No entorno nosso, nós temos uma topografia privilegiada com morros e ofertas de proprietários para se colocar essa antena lá”, disse.
“Eu moro a 30 metros de onde pretendem colocar, se ela cair, vai cair na minha cabeça e a gente está sendo pressionando como um rolo compreensor, ou coloca aí ou não tem nada e a gente sabe que isso é falso, que eles têm outros lugares e já mediram outros lugares”, afirmou a dona de casa Lídia Zorrilla.
Ação cancelada
Por nota, a assessoria de imprensa informou que a Vivo suspendeu a instalação da antena e não deu prazo para retomar o projeto. Disse que o local havia sido escolhido com o objetivo de melhorar o sinal de telefonia móvel na região. A empresa ressaltou que esse tipo de antena é instalado próximos a residências por todo o Brasil sem causar dano aos munícipes, que realiza o controle das emissões eletromagnéticas e que a instalação das antenas segue os protocolos de engenharia baseados na Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e possuem laudo de integridade estrutural comprovando que suporta todos os esforços existentes na estrutura e está adequada às condições atmosféricas de cada região.
A Prefeitura de Águas da Prata disse que não tem ingerência sobre a questão técnica e que recebeu a confirmação da Vivo sobre a desistência da instalação da antena, nesta terça feira (31). Afirmou ainda que, a pedido dos próprios moradores do bairro Fonte Platina, solicitou à Vivo, a instalação de uma antena de telefonia celular no bairro para solucionar um problema de sinal telefônico da comunidade, mas não houve entendimento entre um grupo de moradores e a empresa quanto ao local da instalação do equipamento.
Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.
Posted in G1