Pesquisa revela o perfil do jovem no tráfico do Rio de Janeiro

Pesquisa revela o perfil do jovem no tráfico do Rio de Janeiro

Uma pesquisa do Observatório de Favelas revelou o perfil dos jovens trabalham no tráfico de drogas em comunidades do Rio de Janeiro. A maioria dos 261 jovens ouvidos, entre traficantes ativos ou internados no Degase (Departamento Geral de Ações Sócio Educativas), se descreveu como negra ou parda. Mais da metade foi criada apenas pela mãe. Os dados identificaram ainda um aumento no número de meninos que ingressaram no tráfico antes dos 12 anos de idade.